O labirinto neoliberal

Como se fosse uma passagem da mitologia grega, em um labirinto, os militantes chilenos buscam hoje se guiar pelos fios dispersos do movimento popular e operário, passados quase quarenta anos do golpe de Estado e da instauração da ditadura do general Augusto Pinochet, em 1973, ação que atingiu a Unidade Popular do presidente Salvador Allende e debilitou a organização popular dos bairros do entorno de Santiago do Chile. Matou o senso de pertencimento de classe. Instaurou o neoliberalismo com toda força.

Mesmo quando a ditadura dá lugar às eleições e o período Pinochet se encerra, em 1988, ainda assim os 23 anos de governo da Concertação que se sucederam não conduziram o país à saída desse labirinto neoliberal.

Ler

Advertisements

About Giorgio Bertini

Director at Learning Change Project - Research on society, culture, art, neuroscience, cognition, critical thinking, intelligence, creativity, autopoiesis, self-organization, rhizomes, complexity, systems, networks, leadership, sustainability, thinkers, futures ++
This entry was posted in Chile, Neoliberalism and tagged , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s